5 passos para vencer crenças limitantes facilmente

vencer-crenças-limitantes

Durante alguns anos da minha vida, enfrentei um grande desafio que me impedia de alcançar os meus objetivos mais profundos. Mais tarde, trabalhando com conceitos de desenvolvimento humano, descobri que minhas crenças limitantes bloqueavam minha capacidade de entrar em ação e gerar resultados.

Nossas crenças governam e determinam nossas ações, e muitas pessoas acreditam que são os fatores externos que controlam suas vidas. Na verdade, toda mudança pessoal tem início na crença e não no comportamento como alguns acreditam.

Neste artigo você aprenderá como identificar crenças limitadoras, encontrar a causa dela, definir qual é objetivo que deseja alcançar quando se deparar com algum tipo de bloqueio mental, substituir a crença antiga e depois condicioná-la até se torne um hábito.

Afinal, o que é uma crença limitante ou crença limitadora? É aquele tipo de crença, ideia ou pensamento, que nos impede de executar ações que possivelmente gerariam resultados positivos em nossa vida. Embora a expressão possa lembrar algo no sentido religioso, não quer dizer nada neste sentido. Uma crença é algo que acreditamos que seja verdade, com todas as fibras do nosso ser.

A maioria das nossas crenças foram formadas a partir das nossas experiências, quando ainda estávamos criando um sistema que nos informava o que todas as nossas experiências significavam, isto é, quando estávamos formando nossas referências pessoais. Nossas crenças determinam aquilo que focamos em nossa vida.

Está achando este assunto interessante? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais para que mais pessoas possam ter acesso.

Em nossa infância por exemplo, não tínhamos referências para tomar decisões por conta própria, então, pessoas a nossa volta, parentes, professores, pais, amigos e colegas de escola, influenciaram diretamente nossa maneira de pensar e agir.

A sociedade e a mídia também contribuíram para que criássemos algumas ideias vagas e limitantes. Pare e pense um pouco sobre algumas ideias que antes você acreditava, e que hoje não fazem o menor sentido…

Assista ao vídeo abaixo:

Assim, nossas crenças foram construídas de maneira inconsciente, porque muitas vezes, nós não parávamos para questionar aquilo que acreditávamos. Dessa forma, fomos nos tornando adultos e sem perceber o impacto negativo que algumas dessas crenças foram causando em nossa vida.

Quando temos uma decisão importante a tomar, por exemplo, nossas crenças atuam para o nosso bem ou para o nosso mal; tudo depende de como a usamos.

Crenças limitantes geram decisões limitantes. – Luiz Felipe Carvalho

Uma crença é um estado mental em que a pessoa acredita sem nenhum questionamento de que é algo seja verdade (mesmo que isso não tenha nada a ver com a realidade em si). Neste estado ela envia sinais congruentes para o cérebro, sem deixar nenhuma dúvida. Se você acredita em possibilidades, é isso que você encontrará em seu caminho. Se você acredita em limitações, de repente sua vida se torna limitada.

Vemos muitas pessoas que adiam suas ações porque acreditam que nunca conseguirão alcançar os seus objetivos mais desejados.

Devido à nossa necessidade emocional de certeza, muitas vezes preferimos acreditar que as nossas crenças são as corretas. A maioria das nossas crenças está relacionada à:

  • Dinheiro
  • Pessoas
  • Oportunidades
  • Aprendizado
  • Capacidades
  • Identidade
  • Situações
  • Tempo
  • Vida
  • Passado/Presente/Futuro

Nos parágrafos abaixo, irei compartilhar os cinco passos para vencer qualquer tipo de crença que esteja impedindo você de alcançar algum tipo de objetivo, seja ele pessoal ou profissional. Você verá como:

  1. Identificar quais crenças limitantes o impedem de agir
  2. Encontrar a causa da crença limitante
  3. Definir qual é o objetivo que deseja alcançar
  4. Substituir a crença limitante por uma fortalecedora
  5. Condicionar a nova crença até que se torne um hábito

Passo 1 – Identifique quais crenças limitantes o impedem de agir

O primeiro passo para vencer crenças limitantes é você identificar quais são as crenças que estão impedindo você de agir. A maneira mais eficaz de se fazer isso é pegar papel e caneta e anotá-las.

Você pode fazer isso em forma de uma frase. Por exemplo:

“Minha crença limitante é em relação ao dinheiro. Eu acredito que é muito difícil economizar dinheiro todo mês e, por este motivo, não consigo guardar nenhuma quantia.”

Perceba que no exemplo acima, a pessoa acredita ser difícil economizar dinheiro e ela não enxerga outras possibilidades de conseguir aumentar a renda. Isso faz com o que cérebro da pessoa busque meios para gastar todo o dinheiro recebido de forma inconsciente.

Usei como exemplo o dinheiro, mas este mesmo conceito pode ser aplicado em qualquer área que desejamos melhoria. Se pessoa acredita que não consegue perder peso, de repente ela manterá o comportamento que a mantém acima do peso. Se ela acredita que não consegue desenvolver um relacionamento intimo com alguém, de repente ela não enxergará oportunidades de conhecer pessoas novas. Este é poder das crenças em nossa vida.

Uma vez que identificamos qual é a crença que nos impede de entrar em ação, o próximo passo é encontrar a causa dela.

Passo 2 – Encontre a causa da crença limitante

Encontrar a causa da crença limitante significa descobrir quais situações da sua vida em que a crença foi desencadeada. Buscar a causa pode ser muito útil no sentido de entender as emoções relacionadas à algum contexto que impede a pessoa de impulsionar sua vida.

O objetivo de encontrar a causa serve apenas para analisar situações em nossa vida em que formamos algumas “ideias confusas”, e não para justificar o nosso comportamento atual. Não queremos culpar o passado, queremos apenas estar conscientes do momento em que a crença foi instalada e, então, mudá-la. Nosso objetivo aqui é encontrar uma solução e nada mais.

Muitas das crenças limitantes foram implantadas na infância, período em que estávamos construindo nossas referências em relação a diversos aspectos da vida. Ouvimos, aprendemos e experimentamos ideias que nem fazem mais sentido na vida adulta. Encontrar as raízes da crença limitante já nos deixa conscientes a respeito daquilo que devemos mudar.

Como encontrar a causa? Geralmente nossas crenças estão ligadas a experiências passadas. Algumas pessoas lembram facilmente do momento em que elas desenvolveram a ideia que hoje as impedem de realizar algo em suas vidas. Críticas, situações constrangedoras, experiências traumáticas, histórias contadas pelos nossos avós, qualquer tipo de ideia que nos foi imposta ou sugerida, pode ter se transformado em um ideia limitadora.

Use a sua criatividade e curiosidade para descobrir qual foi a causa da crença que hoje o impede de prosseguir. Agora, pense comigo… Se você tem algo que o impede de seguir em frente, significa que você deseja alcançar algum tipo de objetivo, mas se sente travado.

Pois bem, neste momento é hora de descobrir qual é o objetivo que você pretende alcançar. Este é o assunto do próximo passo.

Está gostando do artigo? Então cadastre seu email abaixo para se juntar a vários leitores inteligentes e determinados do FocusLife para ser um dos primeiros a receber novos conteúdos.

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do site!>

Passo 3 – Defina qual é o objetivo que deseja alcançar

Nós nos deparamos com as crenças limitantes justamente no momento em que estabelecemos algum objetivo, e, por algum motivo, começamos a nos auto sabotar, acreditando que não podemos alcançá-lo. Algumas pessoas não se controlam emocionalmente. É muito comum querermos algo, e ao mesmo tempo, virarmos para nós mesmos e dizer:

  • Eu não consigo fazer isso!
  • Eu não posso fazer isso!
  • Eu não sei como fazer isso!

Essas afirmações realmente afetam as nossas decisões, quando passamos acreditar que não podemos fazer algo. Uma solução para este problema é definir qual objetivo que se deseja alcançar.

Ter um objetivo específico é muito importante para direcionar nossos recursos e o nosso potencial, para a direção que queremos ir, em oposição daquilo que acreditamos ser incapazes de realizar. Desta forma, estaremos focado em nosso objetivo, e não naquilo que nos limita. Agindo assim, teremos grandes chances de superar emoções tóxicas.

Faça perguntas a você como: “O que eu quero alcançar nesta situação? Qual é o meu objetivo específico?”. Você se surpreenderá ao responder a essas perguntas. Muitas vezes nós pensamos não ser capazes de realizar algo, sem saber exatamente o que queremos… Já percebeu isso? É mais fácil conhecer o nosso alvo e as barreiras emocionais que precisamos superar, do que dizer apenas “eu não posso ou eu não consigo”.

Se você realizar este passo, já terá realizado um grande progresso em sua vida, se libertando das amarras emocionais que o impedem de explorar o seu verdadeiro EU. Muitas pessoas definem seus objetivos, mas se esquecem de substituir suas crenças limitadoras por crenças fortalecedoras.

Passo 4 – Substitua a crença limitante por uma crença fortalecedora

Muitas das nossas crenças comandam os nossos hábitos, e a maneira mais eficaz para garantir uma mudança congruente e duradoura, é substituir crenças passadas e negativas, por novas crenças fortalecedoras. É fato que algumas pessoas estejam tão viciadas em seus comportamentos destrutivos, que não aceitam novas ideias ou novas formas de pensar.

Antes de tudo a pessoa deve querer mudar, pois nenhuma técnica, curso, conceito ou informação mudará pessoas. São elas mesmas que devem tomar a decisão de mudar e ter uma vida mais leve e próspera. Dessa forma, sim, as técnicas e conceitos terão muito mais eficácia no processo.

Neste passo, iremos substituir a crença limitante por uma crença fortalecedora. Como fazemos isso? Na realidade, existem diversas estratégias, e eu irei compartilhar a que eu considero mais rápida e eficaz: fazer perguntas.

Podemos utilizar perguntas que nos levam a duvidar das nossas crenças limitantes. Ou simplesmente enfrentar alguma situação em que somos obrigados a fazer alguma coisa que, até então, acreditávamos que não fôssemos capazes de realizar. Um dos meios mais eficazes de se fazer isso, é escrever suas crenças antigas no papel e depois criar novas crenças fortalecedoras.

Por exemplo:

“Eu não consigo perder peso porque eu vivo procurando comida o tempo todo.”

O que faremos aqui é substituir a crença limitante para uma crença fortalecedora, escrevendo:

“Antigamente eu não conseguia perder peso, no entanto, agora tenho uma estratégia correta para alcançar o meu objetivo.”

Para aumentar ainda mais a eficácia deste exercício, você poderá anotar a sua nova crença fortalecedora e deixar em um local onde possa enxergá-la o tempo todo, para instalá-la e condicioná-la em seu subconsciente.

Esse simples passo poderá mudar a sua vida. Muitas vezes chegamos neste ponto e mesmo assim não vemos progresso. O que acontece é algumas pessoas substituem suas crenças mas se esquecem de torná-las um hábito. E sobre este assunto que se trata o próximo tópico.

Está gostando do artigo? Então cadastre seu email abaixo para se juntar a vários leitores inteligentes e determinados do FocusLife para ser um dos primeiros a receber novos conteúdos.

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do site!>

Passo 5 – Condicione a nova crença até que se torne um hábito

Algumas das nossas crenças governam os comportamentos de maneira inconsciente. Uma crença se torna uma crença a partir do momento que não a questionamos, sob nenhuma hipótese. Por exemplo: sabemos que o céu é azul e ninguém precisa nos lembrar disso. A partir do momento que chegamos neste nível de crença e passamos a “saber” que algo é verdade, operamos no piloto automático.

E o que isso tem a ver com condicionamento de uma nova crença? Tudo! Imagine você instalar um novo tipo de crença e usá-la de maneira constante? Você passará a acreditar sem ficar racionalizando. Na verdade você realizará tal atitude normalmente, sem dor e sem sofrimento como era no passado.

Condicionar a nova crença significa criar a realidade que deseja para si em sua mente, visualizando o resultado que deseja alcançar. A visualização é uma ótima maneira de criar antecipação, pois você estará vivenciando mentalmente o resultado que deseja alcançar. Com isso, você estará enviando sinais congruentes para o seu cérebro, fazendo-o trabalhar a seu favor.

Veja, ouça e sinta o resultado que deseja alcançar em sua mente. Faça este exercício todos os dias, pelo menos cinco minutos. Você notará os benefícios que este simples exercício trará em sua vida. Você irá vencer facilmente qualquer crença limitante que o impede de seguir em frente.

Conclusão

As pessoas quando percebem que podem mudar suas vidas através das suas crenças, descobrem que podem se livrar de pensamentos tóxicos que antes as impediam de alcançar seus objetivos. Com o passar do tempo, passam a explorar o grande potencial que já existia dentro delas, mas que de alguma maneira, estava desacordado esperando o momento para despertar.

E lembre-se sempre de seguir os cinco passos quando se deparar com algum tipo de crença limitante: identifique quais crenças estão limitando você de seguir em frente; encontre a causa da crença sendo curioso e criativo; defina qual é o objetivos que deseja alcançar; substitua a crença antiga e negativa por uma nova e fortalecedora crença; condicione a nova crença até que se torne um hábito.

Espero que este artigo tenha lhe ajudado de alguma forma. Caso tenha gostado, compartilhe-o para que mais pessoas possam ter acesso.

Grande abraço!

FIQUE ATUALIZADO

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do site!>

  • Jean Arcanjo Pereira

    Meus Parabéns Luiz Felipe… o sr está de parabéns. Mesmo!!
    Precisamos de muito mais pessoas como você… que compartilha informação, que dissemina conhecimento.
    Eu nunca encontrei tanta informação valiosa em um lugar só !
    Sem contar que seu site é completo e muito acessível.
    Ficarei feliz em poder compartilhar meus conhecimentos também…
    Mas no momento quero deixar meus votos pra você amigo.
    Parabéns…

  • Raphael

    Ótimo artigo! Estratégia simples de colocar em prática que com certeza vou usar.

    Fiquei tão contente que durante a leitura me peguei com um sorriso no rosto 🙂

    Fiquei apenas com uma dúvida:

    E se eu não conseguir identificar a origem da crença limitante?

    Grande abraço,

    Raphael

    • Olá Raphel!

      Obrigado pelo comentário!

      Caso você não identifique a origem da crença limitante, pegue uma situação que geralmente ela é desencadeada.

      Por exemplo, quando eu tenho um pensamento X, me surge um sentimento Y, consequentemente, tenho comportamento Z. Isso é um tipo de ralação causa/efeito.

      O mais importante, é você encontrar uma solução que faça você agir, sem que ocorra o contrário. Grande abraço!

  • Marcio Vilhena

    Querido amigo Luiz, minhas crênças limitantes, por duas vezes, quase fizeram com que eu tirasse minha vida. Ainda estou em tratamento para ansiedade, Depressão e síndrome do pânico. Já consultei vários profissionais, alguns conseguiram ascender uma ou duas lâmpadas na minha escuridão de consciência. Mas, você, parece ter acabado de iluminar a estrada inteira! Sinto que, desta vez, me deram as ferramentas certas.
    Cara, se você não existisse, teria mesmo que ser inventado, jamais esquecerei sua ajuda. Felicidades sempre!

    • Olá Marcio!
      Fico muito feliz em saber que pude contribuir positivamente em sua vida.
      O mais importante de tudo, foi a sua decisão de buscar melhorias.
      Parabéns por ter tomado esta atitude!
      Muito obrigado pelas palavras!
      Grande abraço amigo!

  • Deborah

    Muito bom artigo, Luiz! As vezes pensamos que para nos livrarmos dos paradigmas precisamos da ajuda de terceiros, mas se realmente nos empenharmos conseguimos melhorar sozinhos!
    Eu me livrei de algumas limitações passando por perrengues mesmo… e, claro, aprendendo a lição! haha

    Obrigada e até o próximo!

    • Olá Deborah!
      Parabéns pela sua atitude de mudar seus paradigmas e seguir em frente!
      Realmente, os momentos de desafios são os que mais nos ensinam.
      Grande abraço!

    • Olá Deborah!
      Parabéns pela sua atitude de mudar seus paradigmas e seguir em frente!
      Realmente, os momentos de desafios são os que mais nos ensinam.
      Grande abraço!

  • Deborah

    Muito bom artigo, Luiz! As vezes pensamos que para nos livrarmos dos paradigmas precisamos da ajuda de terceiros, mas se realmente nos empenharmos conseguimos melhorar sozinhos!
    Eu me livrei de algumas limitações passando por perrengues mesmo… e, claro, aprendendo a lição! haha

    Obrigada e até o próximo!

    • Olá Deborah!
      Parabéns pela sua atitude de mudar seus paradigmas e seguir em frente!
      Realmente, os momentos de desafios são os que mais nos ensinam.
      Grande abraço!

  • neuza teodora rodrigues

    Ótimo seus vídeos. percebe-se que você se dedica com muito carinho e profissionalismo. Muito obrigada!
    Estou precisando de um material/vídeo que me ajude a resolver: “tenho ações que deveria já ter sido resolvidas, há 1 ano atrás, mas só de pensar, me cansa”. Dá vontade de ficar “quietinha”, escondida, antes, tinha ânimo/vontade e ideias, um milhão… Mas, hoje, me vejo sem força e energia para fazer qualquer coisa. Não sei se é a idade e desilusão, frustração… Estou confusa… (você teria alguma material para isso?) Grata.

    • Olá Neuza!
      Obrigado pelo cometário.
      Tem bastante material aqui no blog, e sugiro a você que tente aplicar aos poucos alguns conceitos que compartilho aqui.
      Você tem muito conhecimento, que de repente, poderia ser compartilhado com as outras pessoas.
      Com certeza você se sentiria bem melhor, eliminando esses sentimentos limitantes que você citou.
      Abraços!

    • Olá Neuza!

      Obrigado pelo cometário.
      Tem bastante material aqui no blog, e sugiro a você que tente aplicar aos poucos alguns conceitos que compartilho aqui.
      Você tem muito conhecimento, que de repente, poderia ser compartilhado com as outras pessoas.
      Com certeza você se sentiria bem melhor, eliminando esses sentimentos limitantes que você citou.
      Abraços!

  • neuza teodora rodrigues

    Ótimo seus vídeos. percebe-se que você se dedica com muito carinho e profissionalismo. Muito obrigada!
    Estou precisando de um material/vídeo que me ajude a resolver: “tenho ações que deveria já ter sido resolvidas, há 1 ano atrás, mas só de pensar, me cansa”. Dá vontade de ficar “quietinha”, escondida, antes, tinha ânimo/vontade e ideias, um milhão… Mas, hoje, me vejo sem força e energia para fazer qualquer coisa. Não sei se é a idade e desilusão, frustração… Estou confusa… (você teria alguma material para isso?) Grata.

    • Olá Neuza!

      Obrigado pelo cometário.
      Tem bastante material aqui no blog, e sugiro a você que tente aplicar aos poucos alguns conceitos que compartilho aqui.
      Você tem muito conhecimento, que de repente, poderia ser compartilhado com as outras pessoas.
      Com certeza você se sentiria bem melhor, eliminando esses sentimentos limitantes que você citou.
      Abraços!

  • Cibele

    Muito bom!!

  • Cibele

    Muito bom!!

  • Ana Cristina Krüger

    Olá, Luiz Felipe, seu artigo veio na hora certa e foi fundamental para trazer a luz da consciência uma crença limitante que estava me impedindo de obter sucesso profissional há muitos anos. A partir do momento que segui os passos, identificando-a, localizando-a no tempo e espaço, pude resignificá-la com amor e agora seguirei com a visualização da nova crença até que ela seja absorvida e aceita pelo meu subconsciente. Não poderia deixar de agradecê-lo por tamanho peso retirado do meu interior. Um grande abraço e continue sua missão, ela é linda!

    • Olá Ana.
      Fico contente em poder ter contribuído de alguma forma.
      Obrigado pelo comentário.
      Abraços!

  • Ana Cristina Krüger

    Olá, Luiz Felipe, seu artigo veio na hora certa e foi fundamental para trazer a luz da consciência uma crença limitante que estava me impedindo de obter sucesso profissional há muitos anos. A partir do momento que segui os passos, identificando-a, localizando-a no tempo e espaço, pude resignificá-la com amor e agora seguirei com a visualização da nova crença até que ela seja absorvida e aceita pelo meu subconsciente. Não poderia deixar de agradecê-lo por tamanho peso retirado do meu interior. Um grande abraço e continue sua missão, ela é linda!

    • Olá Ana.
      Fico contente em poder ter contribuído de alguma forma.
      Obrigado pelo comentário.
      Abraços!

  • Olá @FocusLife,

    Qual é a primeira coisa que um individuo que deseje mudar sua vida para melhor precisa mudar para causar o maior efeito dominó possível? Seria o sistema de crenças? Dentre as crenças, em qual área é a mais importante?

    Obrigado,

    • Olá Geovani!

      Sem dúvida, a crença é um dos pilares principais da mudança, e deve ser alimentada de outros elementos importantes no processo, como a consistência das suas ações eficazes. O efeito dominó acontece quando você foca em um determinado elemento que vai gerar 80% dos seus resultados. Todas as outras ações poderão ser desnecessárias, mas as principais você deve realizá-las. Por exemplo, se eu quero atrair mais leitores para o site, minha ação foco é escrever artigos; se eu quero fazer com que o meu canal no youtube cresça mais e mais, minha ação foco é publicar vídeos relevantes os inscritos.

      Note que primeiro eu tenho que acreditar e depois entrar em ação, e repetir o processo por várias vezes. Se eu fizer isso, cada conteúdo publicado será um dominó, um empurrando o outro numa escala gigantesca, se tornando uma verdadeira bola de neve no longo prazo. Inicialmente, eu preciso acreditar que isso é possível. E é exatamente dessa maneira que eu tenho feito há alguns anos.

      Quanto a sua pergunta “Dentre as crenças, em qual área é a mais importante?”; é fato que todas as áreas da vida são importantes, já que uma área afeta a outra. Mas, sabemos que algumas áreas precisam de mais atenção do que outras. Neste caso, é preciso fazer uma avaliação para descobrir quais áreas precisam de uma prioridade maior, e então dar foco nessas áreas, até que elas se ajeitem. Depois, surgirão outras áreas que demandarão a sua atenção, e neste ponto, sua habilidade de balanceá-las é fundamental. Espero ter tirado sua dúvida!

      Abraços!

  • Olá @FocusLife,

    Qual é a primeira coisa que um individuo que deseje mudar sua vida para melhor precisa mudar para causar o maior efeito dominó possível? Seria o sistema de crenças? Dentre as crenças, em qual área é a mais importante?

    Obrigado,

    • Olá Geovani!

      Sem dúvida, a crença é um dos pilares principais da mudança, e deve ser alimentada de outros elementos importantes no processo, como a consistência das suas ações eficazes. O efeito dominó acontece quando você foca em um determinado elemento que vai gerar 80% dos seus resultados. Todas as outras ações poderão ser desnecessárias, mas as principais você deve realizá-las. Por exemplo, se eu quero atrair mais leitores para o site, minha ação foco é escrever artigos; se eu quero fazer com que o meu canal no youtube cresça mais e mais, minha ação foco é publicar vídeos relevantes os inscritos.

      Note que primeiro eu tenho que acreditar e depois entrar em ação, e repetir o processo por várias vezes. Se eu fizer isso, cada conteúdo publicado será um dominó, um empurrando o outro numa escala gigantesca, se tornando uma verdadeira bola de neve no longo prazo. Inicialmente, eu preciso acreditar que isso é possível. E é exatamente dessa maneira que eu tenho feito há alguns anos.

      Quanto a sua pergunta “Dentre as crenças, em qual área é a mais importante?”; é fato que todas as áreas da vida são importantes, já que uma área afeta a outra. Mas, sabemos que algumas áreas precisam de mais atenção do que outras. Neste caso, é preciso fazer uma avaliação para descobrir quais áreas precisam de uma prioridade maior, e então dar foco nessas áreas, até que elas se ajeitem. Depois, surgirão outras áreas que demandarão a sua atenção, e neste ponto, sua habilidade de balanceá-las é fundamental. Espero ter tirado sua dúvida!

      Abraços!

  • Sarah Dourado Gomes Lopes

    Excelente artigo! Obrigada por compartilhar estas dicas tão importantes.

  • Daniela Lima

    Obrigada pelo artigo! Mas, tenho uma dúvida que me persegue: Eu sei exatamente qual foi o acontecimento que me “travou”… E foi algo que se repetiu mais uma vez na minha vida… Reforçou o travamento. Tenho vívida estas memórias, o que fazer com elas?

    • Obrigado Daniela.
      Deixe-me fazer uma pergunta: você consegue dirigir um carro numa rodovia super movimentada, olhando somente para o seu retrovisor? “Óbvio que não tem como Luiz!” Você precisa olhar para a frente para dirigir de maneira correta e assim chegar com segurança ao seu destino.
      Minha sugestão para você é: pare de olhar somente no retrovisor e comece a olhar para a frente 🙂
      Forte abraço e tudo de bom!

      • Daniela Lima

        Rsrsrs… Realmente, você está corretíssimo! Mas, conheci uma técnica chamada EFT que me ajudou a puxar o fio da meada… Dirigir olhando em frente é minha meta! Adorei sua metáfora! Absorvida, compreendida e assimilada! Gratidão !
        Enviado pelo meu Windows Phone

  • GAbriel

    Li em um livro o que eu acho que pode se aplicar amim, que algumas pessoas não conseguem o que querem por causa do fracasso do pai. (Li no livro Os segredos da mente milionária) Parece que a pessoa pensa que é ou deve ser igual ao pai e por isso se auto-sabota. Isso procede? Como saber isso?

    • Olá Gabriel.
      Procede perfeitamente, pois formamos muitas crenças na infância que modelos das pessoas mais próximas, principalmente daquelas que mais passamos mais tempo, como a família principalmente.
      Ouvimos muitas vezes nossos pais dizendo várias coisas que eles aprenderam com outras pessoas, com boas intenções e que viveram em décadas passadas, mas que não contribuem para o nosso progressem nossa atualidade.
      Cabe a nós reprogramarmos crenças nossas crenças limitantes, para que possamos atingir nosso potencial máximo.
      Você trouxe um ótimo tema para falar no meu canal no YouTube.
      Gratidão pelo comentário!
      Abraço!

  • Algo que pode funcionar muito para a reprogramação das crenças é a autossugestão… Lembrando que as crenças se instalam em nossa mente através de situações que causam um forte impacto emocional e outra forma é pela repetição daquilo que nos é dito… A boa noticia é que podemos usar a autossugestão a nosso favor, reprogramando estas crenças de forma positiva, colocando-as no papel e reescrevendo-as pelo menos 50 vezes e depois lendo-as todos os dias nos próximos 90 dias consecutivos por pelo menos uma vez ao dia…

  • Jaqueline

    Perfeito! Muito grata por compartilhar seu conhecimento! <3