Como vencer a procrastinação: 6 passos para se tornar um realizador

Neste artigo, irei compartilhar com você algumas estratégias para vencer a procrastinação, já que a procrastinação é um mal que atinge a grande maioria das pessoas hoje em dia.

Deixe-me fazer uma pergunta: Já houve situações em sua vida em que você tinha que realizar algo importante, mas de alguma maneira, você não realizou aquela ação, justificando para si mesmo, que aquilo poderia ser feito em “outro dia”? Eu imagino que sim.

Como isto pode acontecer? Talvez isso possa ter acontecido porque de alguma forma, você acreditou que deixando aquela ação para depois, seria mais prazeroso do que a realizando no momento que precisava.

Todos nós já procrastinamos em algum momento em nossa vida. A procrastinação é algo que infelizmente pode surgir de repente, e por esta razão, devemos estar conscientes deste hábito que se não o corrigimos, pode se tornar um comportamento.

E por esta razão, não podemos deixar que ela se alastre a ponto de prejudicar o nosso plano de vida.

Estar consciente de que às vezes podemos estar sujeitos a procrastinar é o primeiro passo para vencê-la.

Veja quais são os 6 passos que você aprenderá aqui para se tornar um realizador:

  1. Especifique o seu resultado
  2. Se houver um objetivo grande a ser alcançado, então divida-o em pequenas ações
  3. Foque no resultado, e não na ação
  4. Crie uma alavanca: associe DOR em não agir e PRAZER em agir
  5. Antecipação versus procrastinação
  6. Comemore as pequenas vitórias

Assista ao vídeo abaixo:

O que é a procrastinação?

A procrastinação é uma palavra originada do latim: pro- (à frente) e crastinus (de amanhã). Resumidamente, significa “Deixar para amanhã, o que deveríamos estar realizando hoje”.

A procrastinação geralmente surge quando temos um ou vários objetivos e metas para cumprirmos em um determinado prazo de tempo.

O que geralmente fazemos ao invés de realizarmos aquela tarefa é procurar por distrações. A distração é algo que nos proporciona PRAZER no curto prazo, porque estaremos evitando aquilo que possa parecer difícil de realizar, ou pelo menos em nossa percepção acreditamos que é difícil e desconfortável de se fazer.

Ou seja, começamos a associar DOR na realização da ação, e PRAZER na prorrogação da ação – juntamente com a distração. Passamos acreditar que deixando a ação para depois, iremos ter prazer no momento.

O que acontece na realidade é justamente o oposto, quando deixamos de realizar algo que realmente levaria nossa vida para o próximo nível, então aí sim, realmente iremos ter dor no longo prazo por deixar para depois.

Quando olho para traz, em minha própria vida, eu percebo que já procrastinei em diversas ocasiões, por vários e vários anos.

Seja em minhas finanças, quando deveria ter começado a poupar e investir mais cedo para me beneficiar do fator tempo nos juros compostos.

Seja em decisões que eu deveria ter tomado para melhorar alguns aspectos de minha vida profissional. O adiamento destas decisões me custaram tempo, dinheiro e esforço.

Segue abaixo alguns exemplos onde a procrastinação as vezes pode surgir, assim que fixamos um objetivo, por exemplo:

  • Parar de beber
  • Começar a malhar
  • Iniciar uma carteira de investimentos
  • Declaração do Imposto de Renda
  • Iniciar um negócio próprio
  • Parar de fumar
  • Começar o curso de inglês
  • Começar a aula de dança
  • Ler aquele livro importante
  • Convidar aquela pessoa para sair
  • Estudar para o vestibular
  • Administrar as finanças pessoais

De acordo com a psicologia das Seis Necessidades Humanas, identificadas por Anthony Robbins, todos nós seres humanos temos a necessidade de certeza, que é a primeira de todas as outras. Todos nós temos a necessidade humana de evitarmos a dor e buscarmos o prazer, o que não há nada de mal nisso.

A grande questão surge quando nós escolhemos os veículos para atender a esta necessidade. Um veículo ou um meio, como próprio nome diz, pode ser uma emoção, uma ação ou algum outro recurso para nos auxiliar a atingir um objetivo.

A pergunta é: “Será que este veículo está me servindo em termos POSITIVOS? ou estarei eu utilizando um veículo NEGATIVO?”

A procrastinação também está ligada na maneira que utilizamos o nosso cérebro. Nossa percepção às vezes pode nos induzir a procrastinar, sem que tomemos consciência disto.

Há pessoas, por exemplo, que conseguem lidar com uma grande quantidade de pressão, sem se abalar psicologicamente, e há pessoas que se sentem confusas quando o assunto é pressão, principalmente a pressão de tempo.

6 passos para vencer a procrastinação e se tornar um realizador:

1 – Especifique o seu resultado

O que você realmente quer? Como sua vida mudara quando atingir este resultado em termos emocionais, financeiros, físico, mental e espiritual? Como a vida das pessoas que lhe são importantes também poderá ser mudada em termos positivos? Conhecer o resultado que você quer atingir é fundamental. Tenha um resultado específico, porque desta forma, você terá foco e energia para seguir em frente.

Escreva o resultado que quer atingir, por que desta maneira você fará com que seu cérebro funcione direcionado ao seu resultado, mantendo seu alvo e lembrando você todo momento a direção que você quer e precisa seguir.

A programação neurolinguística pode ajudar você a chegar nos seus objetivos muito mais rápido. Leia este artigo que mostra 10 ideias da PNL que podem fazer uma grande diferença positiva em sua vida.

2 – Se houver um objetivo grande a ser alcançado, então divida-o em pequenas ações

Segundo a PNL, todo comportamento humano possui uma intenção positiva. A procrastinação também tem sua intenção positiva. O problema é que para satisfazer a intenção positiva, nós temos que focar no curto prazo, evitando assim a ação, enquanto que no longo prazo, estamos causando diversos danos a nós mesmo por não agir naquele momento.

A solução para isto é simplesmente dividirmos o resultado que queremos alcançar em diversas partes. A boa notícia que agindo desta maneira, nós não sentiremos sobrecarregados. No artigo Como Obter Mais Tempo em Sua Vida, explico exatamente como você pode usar este processo.

3 – Foque no resultado, e não na ação

Focar no resultado significa que você pode criar diversas opções, diversas maneiras de alcançar aquilo que deseja. Quando focamos somente na ação, podemos ter a sensação de sobrecarga, e às vezes procuramos por distrações para nos sentirmos bem no momento, desencadeando assim a procrastinação.

Lembre-se que você pode criar diversas maneiras para atingir o seu resultado. Use sua criatividade para criar satisfação enquanto trabalha no seu projeto. Você percebera que aquela tarefa não se torna dolorosa, e sim prazerosa porque ela estará lhe proporcionando satisfação.

Crie o máximo de opções que puder para alcançar aquilo que deseja, pois desta maneira você estará garantindo seu sucesso no longo prazo.

4 – Crie uma alavanca: associe DOR em não agir e PRAZER em agir

Esta é uma ótima maneira de assegurar que você agira ao invés de procrastinar. O que você perdera se você procrastinar? Como sua vida sofrerá em termos de relacionamento, em termos financeiros, em termos emocionais, em termos espirituais e em termos físicos?

Escreva uma lista suficientemente grande o bastante, dizendo tudo aquilo que você deixara de realizar se cair no padrão da procrastinação.

Depois de criar sua lista de dor, crie sua lista de prazer. O que você ganhara se entrar em ação? Novamente, escreva tudo isso em termos emocionais, físico, financeiro, espiritual, relacionamentos e tudo aquilo que você achar válido incluir em sua lista.

5 – Antecipação versus procrastinação

Quer assegurar que você não procrastinará? Então use o Poder da Antecipação como antídoto da procrastinação. Quando você antecipa alguma ação ou resultado, você cria uma grande vantagem em sua vida.

As pessoas que são consideradas altamente eficazes usam o poder da antecipação, ao invés de procrastinarem. O curioso é que quando você usa o poder da antecipação, você não age impulsionado pela pressão do tempo, muito pelo contrário, você tem o tempo a seu favor.

Imagine como sua vida seria melhorada, se você passasse antecipar as tarefas mais importantes em sua vida? Imagine a quantidade de prazer que teria? Imagine também quanto estresse você evitaria? Pense nisso.

6 – Comemore as pequenas vitórias

Uma boa estratégia para assegurar que você siga em frente em suas ações, é comemorar pequenas vitórias. Pequenas vitórias somadas durante um ano, por exemplo, se tornam grandiosas vitórias e conquistas

Toda vez que você entrar em ação e realizar alguma ação importante, comemore. De o crédito a si mesmo, pois isso fará com que você crie o desejo de agir novamente, condicionando assim um hábito vitorioso e satisfatório.

Primeiro fazemos os nossos hábitos, depois os nossos hábitos nos fazem. – John Dryden

Nosso trabalho é criar e condicionar novos hábitos, para que possamos ter a garantia de uma vida satisfatória e realizadora, e ainda, contribuindo na vida de outras pessoas através de nosso próprio de exemplo.

Vamos usar o poder da procrastinação a nosso favor. Como? Vamos deixar para procrastinar depois!

Espero que este artigo tenha lhe ajudado de alguma forma. Caso tenha gostado, compartilhe-o para que mais pessoas possam ter acesso.

Deixe um comentário sobre este artigo, e aproveite para compartilhar alguma estratégia utilizada por você para vencer a procrastinação.

CONTEÚDO VIP

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente artigos, vídeos e mensagens para o seu desenvolvimento pessoal e profissional em primeira mão!>

  • Jeferson

    Poxa o melhor site e blog que eu encontrei com situações reais do nosso dia a dia tive muita dificuldade pois acho que (procastinar) no meu caso já virou comportamento e com essas dicas se Deus quiser conseguirei avançar nos meus objetivos.

    • Olá Jeferson! Que bom que as dicas te ajudaram. Desejo que você realmente consiga seguir em frente com seus objetivos. Grande abraço!

  • Kleber Ivaldi

    Muito bom teu site! Está de parabéns pelo conteúdo, tenho passado por um momento delicado e estou revendo alguns conceitos sobre minha vida. Ajudou bastante.

    • Olá Kleber, obrigado pelo comentário! Fico feliz saber que o conteúdo do site está contribuindo de certo modo em sua vida. Grande abraço!

  • andreia

    Gostei muito e quero saber mais a respeito do tema, pois tenho esse problema.

    • Olá Andreia!
      Discutirei mais soluções para este tema em artigos futuros.
      Obrigado pelo comentário!

  • Muito bom, o artigo está bem completo!!! Parabéns ao escritor!! Nos dias de hoje, devido a internet e os diversos apps que nos rodeiam, o hábito de procrastinar torna-se mais comum, e eu arrisco dizer que é cotidiano. Mas estas técnicas podem ajudar você, desde que você coloque em prática. Abraços!

  • Robson

    Gostei de tudo. Era exatamente o que estava procurando a anos. A forma que expõe os exemplos e dicas é super proximo ao cotidiano. Não fica de modo genérico para tocar no assunto

  • Rafael Mendonça

    Estou gostando muito dos artigos e assinei a newsletter. Estou passando por uma fase muito difícil de procrastinação e bloqueios emocionais e iniciarei uma terapia hoje sendo que nem sabia que perguntas precisava fazer a mim mesmo e o site ajudou a construir o que devo colocar ao terapeuta.

    E é isso, a idéia agora é criar novos hábitos pra substituir os velhos, criar senso de propósito e buscar prazer no que faço pra buscar cada vez mais… sair dessa estagnação terrível em que estou afogado.

    • Olá Rafael, obrigado por compartilhar sua experiência.
      Você está no caminho certo em buscar ajuda terapêutica.
      A vontade de mudar é o primeiro passo, pois o restante vai acontecendo naturalmente.
      Abraços!