Quem faz suas escolhas: você ou os outros?

escolher-sua-vida

Você já percebeu que existem pessoas que sentem uma grande dificuldade na hora de escolher como viver a vida? Algumas pessoas criam a percepção de que estão abrindo mão de algo que poderia ser muito melhor e que as deixariam mais felizes, ao tomarem uma certa decisão.

Neste ponto começa a surgir uma rede de pensamentos que as deixam num estado de dúvida constante. “Devo escolher isso? …Mas o que os outros vão pensar ou falar de mim? …E se eu fizer esta escolha, não poderei fazer aquilo?”. Esse é o típico diálogo interno que se transforma num “loop” emocional, onde a pessoa vai e volta pensando no que fará no final.

Eu e você sabemos que há momentos na vida em que ficamos em dúvida se tomamos determinada decisão ou não. São muitas variáveis e possibilidades que estão ligadas a cada escolha que fazemos. Sem falar que todos nós temos a necessidade emocional de certeza, e queremos saber de qualquer maneira o que acontecerá depois da escolha feita, no exato momento em que escolhemos.

A maioria das pessoas preferem não arriscar, do que tomar uma atitude que poderia revolucionar a vida delas. É muito mais fácil continuar com uma vida vazia e infeliz, por causa do medo de mudar ou o medo de tentar algo novo e fracassar. Só que esse tipo de escolha nos impede de evoluir e ter uma vida mais próspera e realizadora.

Não há nada pior do que reduzirmos nossa identidade pessoal, para atender padrões impostos pela sociedade, amigos ou parentes. A boa notícia é que existe um modo novo de tomar decisões muito mais fiel a nossa verdadeira essência.

Se não fizermos uma escolha consciente de como vamos viver a vida, outras pessoas o farão para nós. E pode ter certeza de que as escolhas delas não serão as melhores para nós…

Você conhece as próprias regras e valores pessoais?

Antes de qualquer coisa, é preciso conhecer suas próprias regras e valores pessoais. Sem isso fica impossível de alcançar a felicidade e a realização pessoal. Pense comigo… Como iremos tomar decisões sem saber o que é mais importantes para nós mesmos? E ainda: o que é preciso acontecer para que possamos ter certeza de que estamos vivendo de acordo com as nossas expectativas?

Por exemplo, muitas pessoas dizem que querem ser bem-sucedidas, mas ao mesmo tempo, elas mesmas não sabem exatamente o que o “sucesso” significa pra elas.

Dependendo da sua hierarquia de valores e critérios pessoais, sucesso pode ser algo quase impossível de ser alcançado. Algumas pessoas dirão que sucesso é ter 1 bilhão de reais na conta. Outras dirão que ter sucesso significa viver em harmonia com a família e com as outras pessoas próximas. Há aquelas que dirão que ter sucesso é realizar suas metas, sonhos e objetivos.

E quem está dizendo a verdade? Todas as pessoas ao mesmo tempo, pois cada uma tem sua definição pessoal da palavra sucesso!

Se as suas regras para o sucesso forem fáceis de se alcançar, sua vida será muito mais repleta de realizações. O que acontece com a maioria das pessoas, é que elas criam um grande conflito interno na hora de tomar decisões, justamente por não saberem o que é mais importante para elas mesmas.

A pessoa começa acreditar que é preciso seguir determinada carreira por que dá mais dinheiro, e não porque ela é apaixonada por aquilo que faz. Isso faz com que a pessoa viva uma vida infeliz, insatisfeita e sem realização, triste fato que acontece com a maioria.

Escolha viver sua própria vida

Desde jovem percebi que era importante fazer minhas próprias escolhas baseadas naquilo que eu queria pra mim. As pessoas ao meu redor ficavam dando conselhos de acordo com o que elas acreditavam, sem analisar se eu me sentiria feliz mais adiante. Era uma situação terrível, pois aquilo de vez em quando fazia com que eu parasse e duvidasse do meu verdadeiro potencial.

Sei exatamente o que é estar numa posição de dúvida e incerteza em relação a decisões importantes. Principalmente quando se tem parentes, amigos ou conhecidos próximos tentando impor suas próprias crenças e valores em nossa própria vida. Não só eu, como várias pessoas também já enfrentaram esse desafio.

Apesar de tudo, no final eu tomava uma atitude. O mais importante é fazer escolhas e tomar decisões sempre, mesmo que não esteja 100% certo do que acontecerá depois.

Penso que uma das razões mais simples é que a maioria de nós não reconhece o que significa tomar uma decisão de verdade. Em vez de tomar decisões, ficamos enunciando preferências. Tomar uma decisão verdadeira significa se comprometer em atingir um resultado, e cortar qualquer outra possibilidade. – Anthony Robbins

No meu caso, decidi confiar em mim mesmo e fazer minhas próprias escolhas pessoais e profissionais, apesar de não ter tido certeza onde eu chegaria. E Por que eu fiz isso? Porque eu ficava imaginando como seria minha vida se eu não fizesse as minhas próprias escolhas naquela momento.

Sabe… Quando você para e começa a se imaginar bem lá na frente, olhando pra trás e fazendo um balanço do que fez em toda a sua vida? Era isso que eu fazia (e ainda continuo fazendo). Talvez pareça um pensamento “maluco”, mas as chances são de que esse dia chegará daqui há alguns anos.

Só este pensamento me motiva a fazer escolhas rapidamente, pois minhas decisões são baseadas de acordo com que eu estabeleci pra mim. Afinal, são os meus resultados em jogo e não os dos outros.

Agora é a sua vez

O objetivo deste artigo foi mostrar que é possível fazer escolhas conscientes, para se ter uma vida próspera, com propósito e felicidade. Muitas pessoas sofrem diariamente, se escondendo ou engando a si mesmas, vivendo de forma infeliz por acreditar que a vida é assim mesmo.

Entretanto, uma coisa que me deixa feliz é saber que existem pessoas que já passaram pela mesma situação, e que hoje ajudam a transformar milhares de vidas, como é o caso da Paula Abreu, coach e autora do livro Escolha Sua Vida.

Um dia a Paula descobriu que estava vivendo sua vida de maneira infeliz, apesar do “sucesso” que alcançava como advogada. Algo aconteceu que despertou dentro dela a vontade de fazer suas próprias escolhas, e viver sua vida da maneira que estabelecera.

Quero finalizar este artigo recomendando o livro da Paula Abreu. Espero muito que você goste e que viva sua verdadeira paixão.

  • Luiz, seu artigo me lembrou bastante o que Steve Jobs disse uma vez:

    “Seu tempo é limitado, então não percam tempo vivendo a vida de outro. Não sejam aprisionados pelo dogma – que é viver com os resultados do pensamento de outras pessoas. Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem o que você realmente quer se tornar. Tudo o mais é secundário.”

    Sempre quando sinto dúvidas ou medo de tomar alguma decisão, eu leio e releio o que Jobs disse diversas vezes.

    Mais um artigo sensacional seu.
    Um abraço.

    • Olá Aquila.
      Obrigado pelo comentário e também por trazer a citação lendária de Steve Jobs.
      Ele realmente se transformou em uma grande referência para todos nós.
      Grande abraço!

  • Luiz, seu artigo me lembrou bastante o que Steve Jobs disse uma vez:

    “Seu tempo é limitado, então não percam tempo vivendo a vida de outro. Não sejam aprisionados pelo dogma – que é viver com os resultados do pensamento de outras pessoas. Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem o que você realmente quer se tornar. Tudo o mais é secundário.”

    Sempre quando sinto dúvidas ou medo de tomar alguma decisão, eu leio e releio o que Jobs disse diversas vezes.

    Mais um artigo sensacional seu.
    Um abraço.

    • Olá Aquila.
      Obrigado pelo comentário e também por trazer a citação lendária de Steve Jobs.
      Ele realmente se transformou em uma grande referência para todos nós.
      Grande abraço!