Como acabar com a procrastinação e manter o foco nos seus objetivos de vida

como-acabar-procrastinacao

Você já percebeu que algumas pessoas sentem uma grande dificuldade de acabar com a procrastinação? Elas não focam com intensidade nos seus objetivos, ou não administram o tempo que elas têm disponível para promover mudanças na vida delas.

Por outro lado, existem pessoas tão empenhadas em fazer acontecer que elas são capazes de gerar resultados em uma semana, diferente de muitos que levariam um ano ou mais para conseguir os mesmos resultados.

Às vezes saímos dos trilhos e adiamos tarefas importantes que já eram para estar prontas, seja no trabalho ou em alguma área da nossa vida pessoal. Essa situação já ocorreu com muitas pessoas, inclusive comigo e provavelmente com você.

Nossa vida é composta por vários estágios e é natural em algum momento focarmos mais em uma área do que outra, ou mesmo deixar de realizar ações essências para alcançar nossos maiores resultados.

Outra coisa importante que nós sabemos, é que com o tempo o ato de procrastinar afeta a área profissional e todas as outras áreas da nossa vida como as finanças, o relacionamento familiar, a saúde física e emocional.

Muitas pessoas reclamam que sofrem de desânimo, ansiedade, insatisfação, estresse ou tristeza, estados emocionais negativos que bloqueiam a capacidade de realização de qualquer ser humano.

É totalmente compreensível quando uma pessoa diz que não consegue sair do lugar, quando está sendo bloqueada por algum tipo de emoção tóxica.

Nossos pensamentos determinam nossas ações e atitudes

Pense comigo… Os nossos pensamentos, as nossas crenças e os nossos valores pessoais determinam cada ação que executamos ou deixamos de executar todos os dias.

Imagine o que acontece quando temos pensamentos improdutivos, quando perdemos tempo com distrações que só drenam a nossa energia, a nossa saúde ou o nosso dinheiro? Nossa capacidade de gerar resultados é afetada e, com isso, nos afastamos do nosso alvo.

Passamos a viver uma vida mediana, acomodados em nossa zona de conforto dando desculpas como “Ah, se eu tivesse tido mais tempo em minha vida…”, ou então “Ah, se tivesse mais dinheiro…”.

Ninguém é capaz de promover mudanças efetivas se lamentando ou não assumindo a autorresponsabilidade.

Estudo americano revela uma maneira simples para acabar com a procrastinação

Segundo um estudo publicado na revista Psychological Science, para que o futuro possa motivar as ações no presente, é preciso pensarmos nele como o agora. Os pesquisadores fizerem uma série de experimentos com os participantes do estudo e descobriram que eles eram capazes de ver o futuro mais próximo quando fixavam suas metas em prazos mais curtos, isto é, dias em vez de meses ou anos.

Dessa maneira eles sentiam-se muito mais entusiasmados para entrar em ação e realizar suas metas e objetivos.

Nesse mesmo estudo descobriu-se mais duas coisas interessantes na realização de dois testes:

1 – No primeiro teste, alguns participantes foram instruídos a imaginar a realização dos eventos futuros, como apresentação de trabalho e casamento. Logo em seguida, eles foram questionados sobre qual data ocorreria o tal evento. Aqueles que usavam dias como contagem, e não meses ou anos, disseram que o evento ocorreria 29,6 dias mais cedo do que os demais.

2 – No segundo teste, os voluntários foram questionados sobre quando começariam a guardar dinheiro na poupança para a faculdade ou aposentadoria. Aqueles que pensavam em termos de dias, planejavam guardar dinheiro quatro vezes mais cedo do que os outros.

Além disso, o fator emocional também fazia diferença, pois eles se sentiam mais conectados com o futuro e também mais dispostos a evitar gastos momentâneos.

falta-de-foco

Agora sabemos que pensar em nossos objetivos estabelecendo prazos em dias é mais eficiente do que pensar em meses ou anos. Imagine quantas realizações poderíamos alcançar aplicando este conceito em nossa vida?

Às vezes uma simples ideia pode facilitar a nossa maneira de pensar e agir, direcionando nossa vida para um futuro muito mais atraente do que o passado.

Para ilustrar o que acontece com muitas pessoas que sofrem com a procrastinação e a falta de foco, criei dois personagens fictícios que representam exatamente o que acontece na vida da maioria.

Pedro

Pedro tem 35 anos, ele é casado e mora em Belo Horizonte. Pedro tem formação em três faculdades e trabalha na empresa que montou há cinco anos. Naquele tempo ele tinha sérios problemas financeiros, pois seus gastos pessoais eram superiores ao salário que recebia como diretor de marketing de uma multinacional.

Ele sabia que precisava focar em suas finanças e economizar parte da renda para que um dia não precisasse mais trabalhar por dinheiro. Porém, Pedro procrastinou e deu desculpas para si mesmo durante muito tempo. Nem ele mesmo sabia explicar direito o que pensava na época. Sua vida era baseada em gastos desnecessários e distrações que só roubavam o seu foco e a sua energia.

Carlos

Carlos tem 33 anos, é casado e mora em São Paulo. Ele é dentista e trabalha em sua clínica, que começou a partir de um pequeno consultório que montara poucos anos depois de concluir a faculdade. Ele sempre teve sangue de empreendedor e investidor no mercado financeiro.

Em seu horário de almoço, Carlos aproveita para passar com a família e tira alguns minutos para ler e ainda cuidar dos investimentos que tem crescido bastante nos últimos anos. Ele aprendeu a importância de diversificar e por isso nunca teve prejuízo; muito pelo contrário, só lucro.

Carlos começou a poupar quando ainda era bem jovem e hoje ele possui um patrimônio que o permitiria nunca mais trabalhar por dinheiro. Mas ele ama o que faz e se sente realizado com o trabalho.

Como empreendedor, possui vários amigos que compartilha ideias e resultados. Ele acredita que as pessoas são seus maiores recursos, por isso sempre teve a mente aberta a novas ideias. Carlos tem uma vida próspera e se preocupa em contribuir na vida das pessoas de alguma maneira.

A vida do Pedro

Pedro era o tipo de pessoa que vivia adiando coisas importantes porque ele acreditava que sempre existiria mais tempo no futuro. Ele até tinha começado a aprender como parar de enrolar lendo um livro por alguns dias. Mas Pedro era tão viciado em assistir filmes, que acabava se distraindo e perdendo o foco.

Ele traçava suas metas e objetivos, porém nunca colocava suas ações em prática. Pedro acreditava que sabia o suficiente para fazer sua vida funcionar. E a grande verdade era que ele não tinha atitude e nem coragem para fazer com que os seus resultados acontecessem pra valer.

Pedro estava totalmente insatisfeito com a carreira como diretor de marketing, e sempre prometia a si mesmo que um dia se tornaria dono do próprio negócio. O problema é que este dia nunca chegava porque Pedro não colocava energia suficiente para que o seu objetivo se tornasse realidade.

Pedro muitas vezes ia bem com os seus projetos por algumas semanas, até que se distraia na frente do seu computador conversando com um dos seus colegas de trabalho no Facebook por várias e várias horas…

Além disso, Pedro não controlava suas finanças pessoais e sempre gastava mais do que deveria. Por conta disso, Pedro tinha problemas financeiros e consequentemente problemas emocionais, porque tudo aquilo o deixava ansioso, preocupado e estressado.

Quando conversava com seus familiares e parentes, dizia que sua vida estava tudo bem. Porém, todos conheciam o Pedro e as pessoas sabiam que ele estava com muitos problemas. Quando ele se olhava no espelho, tinha a sensação de estar enganando a si mesmo.

Algumas coisas eram fatos na vida de Pedro:

  1. Ele sofria com problemas de falta de foco
  2. Ele estava insatisfeito com a vida profissional
  3. Ele não aceitava a ideia de que ele mesmo deveria ter a atitude para promover mudanças em sua vida

Ele costumava pensar com ele mesmo “um dia minha vida vai mudar”. O problema é que ele mesmo nunca tomava atitude fazer este dia chegar.

Depois de cinco anos a história da Pedro começou a mudar…

Pedro começou a perceber que não bastava ter conhecimento acadêmico e intelectual. O que faria diferença em sua vida era duas simples palavras que resumiriam tudo: foco e ação.

Ele passou a controlar suas finanças anotando seus gastos mensais em uma planilha.

Ele passou a separar parte do que sobrava para investir no futuro financeiro da família e também no desenvolvimento de novas habilidades para se tornar empreendedor.

Pedro parou de assistir filmes constantemente e decidiu focar nos seus projetos pessoais. Ele também determinou que não passaria mais do que dez minutos por dia no Facebook.

Depois de cinco anos de sofrimento, Pedro concretizou o sonho de ter o negócio próprio. Hoje quando Pedro olha para trás, percebe que perdeu uma quantidade absurda de tempo, dinheiro e energia, simplesmente por não ter tido autorresponsabilidade por vários anos em sua vida.

A ficha do Pedro finalmente tinha caído… Ele percebeu que a maneira que vinha conduzindo sua vida, era totalmente contrária da vida de Carlos. Quando decidiu parar de procrastinar e colocar seus planos em ação, tudo mudou.

Ele demorou cinco anos para chegar no patamar de vida que o Carlos já vivia faz tempo.

A vida do Carlos

Carlos é uma pessoa totalmente focada em tudo que faz. Ele traça suas metas e objetivos e vai atrás daquilo que almeja alcançar. Ele sabe que é importante ter uma vida dinâmica e produtiva, e por isso nunca perde tempo com distrações que poderiam comprometer os seus resultados.

Carlos trabalha com dedicação e foco total em sua clínica no tempo que tem disponível.

Ele sabe muito bem como administrar suas finanças e usa o dinheiro para trabalhar a seu favor. Ele sempre lê biografias de pessoas de sucesso e faz diversos em cursos online e presenciais para expandir ainda mais o seu conhecimento.

Carlos aprendeu o conceito do poder de 1 hora e usa esse tempo para aprender e desenvolver novas habilidades como empreendedor e líder. Todos os dias de manhã, ele foca em saúde e na prática de exercícios físicos. No período da noite, ele ajuda os filhos com o trabalho da escola e depois dá atenção total à esposa.

Carlos acredita que o autoconhecimento é o caminho para suas conquistas. Ele sempre diz que é preciso “ser” primeiro para depois “ter”.

No final do ano de 2015, Carlos conquistou o que antes era o seu maior sonho: uma casa de 350 metros quadrados. Ele tem uma vida digna, feliz e próspera, e ainda contribui na vida dos outros.

Conclusão

Você deve ter percebido que a maioria das pessoas talvez se identifiquem mais com o Pedro do que com o Carlos. É muito mais fácil se distrair e acreditar que um dia a vida mudará por si só do que fixar objetivos e focar na concretização deles.

Muitas pessoas não assumem ou não enxergam que são responsáveis pelos próprios atos e por isso preferem acreditar que algo irá acontecerá no futuro e seus resultados se concretizarão. São as decisões e ações do agora que construirão nossos sonhos de amanhã.

A boa notícia é que a qualquer momento podemos decidir acabar de vez com a procrastinação e a falta de foco através de uma metodologia incrível. Paulo Vieira, um dos mais conceituados coaches do Brasil e autor de quatro best-sellers, preparou um material exclusivo que ensina como acabar com a falta de foco em tempo recorde.

Ele já ajudou milhares de pessoas a transformarem diversas as áreas da vida.

Às vezes precisamos de incentivo ou mesmo um “empurrão” para mudar a forma de pensar e agir em nossa vida.

Imagine um prédio em chamas e lá no quarto andar está uma pessoa que você ama muito. Nessa situação, tenho certeza de que você não pensaria duas vezes e rapidamente subiria as escadas do prédio para tirar aquela pessoa de lá.

Porém, quando você chega finalmente no andar, descobre que a pessoa por algum motivo não quer deixar aquele lugar, mesmo correndo risco de vida. O que você faria? Simplesmente agarraria a pessoa e a jogaria nos ombros sem o seu consentimento, pois neste caso o seu objetivo é salvar a vida daquela pessoa, de qualquer jeito!

Muita gente está na situação de risco e não quer deixar o “andar” em chamas. Neste caso é preciso que alguém as ajude a sair daquele lugar de risco total.

Se tantas pessoas têm mudado suas vidas realizando suas metas e objetivos, o que impediria você também de fazer o mesmo? Os seus resultados podem estar mais próximos de serem realizados do que você imagina. Tudo depende da sua decisão.

E finalizando este artigo, quero fazer aqui minha recomendação para que você assista a uma aula onde o Paulo Vieira irá mostrar como eliminar a falta de foco em 28 dias.

Elimine a falta de foco em 28 dias e conquiste seus objetivos mais ousados

Espero que você goste e que lembre de mim quando estiver vivendo a vida que deseja.

  • Geovane

    Luiz ultimamente ando pesquisando bastante sobre
    desenvolvimento pessoal e o seu site é um dos que
    disponibiliza melhor conteúdo.
    Parabéns continue com trabalho!

  • Geovane

    Luiz ultimamente ando pesquisando bastante sobre
    desenvolvimento pessoal e o seu site é um dos que
    disponibiliza melhor conteúdo.
    Parabéns continue com trabalho!

  • Mais um artigo impressionante!

    Não sabia que estabelecer prazos em dias era mais proveitoso.

    Agradeço pelo conteúdo.
    Um abraço.

    • Obrigado Aquila.
      É realmente interessante este conceito de estabelecer prazos em dias.
      Grande abraço.

  • Mais um artigo impressionante!

    Não sabia que estabelecer prazos em dias era mais proveitoso.

    Agradeço pelo conteúdo.
    Um abraço.

    • Obrigado Aquila.
      É realmente interessante este conceito de estabelecer prazos em dias.
      Grande abraço.

  • João Paulo Furtado Tavares

    Sou o Pedro todinho… kkkkkkk

    • Olá João Paulo.
      Muita gente acaba se identificando mais com o Pedro.
      Vamos seguir os passos do Carlos 😉
      Abraços!

  • João Paulo Furtado Tavares

    Sou o Pedro todinho… kkkkkkk

    • Olá João Paulo.
      Muita gente acaba se identificando mais com o Pedro.
      Vamos seguir os passos do Carlos 😉
      Abraços!

  • Daisy Correa

    Não sou nem o pedro e nem o Carlos, porque ambos tem pelo ao menos, um bom emprego. Eu estou perdida num túnel e não vejo a saída. Já mandei mais de 500 currículos, paguei a Catho, pedi indicações, fiz concursos e passei e quando pensei que iria tomar posse, o Governo disse que não tinha verba para repassar, para as nomeações. Enfim, tentei de tudo, fiz Faculdade, pôs Graduação, cursos de especialização, idioma e nada. Não sei mais o que fazer. Meu nome não tem nada que me desabone e nem problemas em empresas passadas. Fico desnorteada, porque não sei mais o que fazer e onde está o problema. FALTA DE SORTE??? Só pode! Ou um Q.I. (quem indica) influente.
    Quem puder me ajudar, agradeço.

    • Olá Daisy!
      Dependo da situação financeira, é preciso buscar por alternativas de trabalho, mesmo que seja fora da sua área de atuação.
      Flexibilidade e ação fazem uma diferença em momentos assim.
      Boa sorte!

  • Daisy Correa

    Não sou nem o pedro e nem o Carlos, porque ambos tem pelo ao menos, um bom emprego. Eu estou perdida num túnel e não vejo a saída. Já mandei mais de 500 currículos, paguei a Catho, pedi indicações, fiz concursos e passei e quando pensei que iria tomar posse, o Governo disse que não tinha verba para repassar, para as nomeações. Enfim, tentei de tudo, fiz Faculdade, pôs Graduação, cursos de especialização, idioma e nada. Não sei mais o que fazer. Meu nome não tem nada que me desabone e nem problemas em empresas passadas. Fico desnorteada, porque não sei mais o que fazer e onde está o problema. FALTA DE SORTE??? Só pode! Ou um Q.I. (quem indica) influente.
    Quem puder me ajudar, agradeço.

    • Olá Daisy!
      Dependo da situação financeira, é preciso buscar por alternativas de trabalho, mesmo que seja fora da sua área de atuação.
      Flexibilidade e ação fazem uma diferença em momentos assim.
      Boa sorte!