Crenças limitantes: a verdade pouco falada sobre o assunto

Há muito tempo quando comecei a estudar o conceito de desenvolvimento pessoal, naturalmente, tive contato com o que muitas pessoas conhecem como crenças limitantes. É muito comum ouvirmos este termo quando o assunto é mudar de vida.

Basicamente, crenças limitantes são ideias, generalizações e pensamentos que podem nos impedir de entrar em ação em determinadas circunstâncias da vida.

Dentro do universo do coaching, a maioria dos profissionais da área trabalha no sentido de fazer com que os seus clientes vençam barreiras psicológicas através de técnicas e ferramentas cognitivas.

Algumas pessoas conseguem de fato superar alguns desses bloqueios, e outras pessoas já apresentam uma enorme dificuldade para deixar aqueles pensamentos estagnantes e seguir em frente.

Eu mesmo aqui no site já escrevi um artigo extenso que já ajudou muitas pessoas a superarem algumas das suas crenças limitadoras. Caso você ainda não tenha lido, recomendo fortemente que leia-o.

No entanto, depois de alguns anos e algumas experiências na vida real, e de também ter tido contato com novos materiais que expandiram o meu horizonte de consciência, eu pude perceber que existem diversos fetiches que acabam criando uma grande confusão mental na cabeça de muitas pessoas.

O fato é que nós seres humanos podemos melhorar ou piorar os nossos resultados a partir das nossas ações dentro do mundo real, e não dentro do mundo abstrato.

Se você tenta mudar a si mesmo somente através do pensamento e sem agir de fato na realidade, as chances são de que os seus resultados podem se transformar numa espécie de neurose.

Para que possamos colher resultados positivos, precisamos ter instalado dentro de nós um conjunto de critérios pautados no bem e na verdade, sem que caiamos num tipo de relativismo. A verdade não se relativiza e nem se faz concessões, já que ela é única e permanente.

Isso significa que algumas das nossas ações serão sim limitadas, de acordo com as nossas habilidades, capacidades e disposição para fazer o que precisa ser feito.

Por exemplo, se você tem 35 anos e o seu sonho sempre foi jogar na seleção brasileira de futebol, obviamente eu e você sabemos que este sonho jamais se concretizará neste momento.

Existe toda uma trajetória de vida para se chegar na posição de jogador profissional, e o que aconteceu foi que a sua vida tomou outro rumo. Porém, nada impede que você jogue futebol de maneira profissional, mesmo que você faça isso de uma maneira amadora.

O ponto central que nós precisamos atacar são os fetiches que ouvimos na infância de que nós podemos ser quem quisermos ser. Se você faz parte da minha geração e cresceu ouvindo as canções da Xuxa como “você pode ser o que você quiser”, então é hora de abandonar esta ideia infantil.

Ora, não podemos ser quem quisermos ser porque existem diversas variáveis. É muito provável que eu ou você não nos tornaremos o próximo Steve Jobs ou Elon Musk.

As pessoas de maior sucesso não ficaram pensando em suas crenças limitantes. Essas pessoas focaram em resolver suas questões com muito sangue, suor e lágrimas.

Além disso precisamos lembrar de que vivemos no Brasil, que é um bebê perto das grandes nações quando o assunto é cultura.

Muitas das ferramentas de coaching que funcionam nos Estados Unidos, podem não funcionar bem para os brasileiros pelo seguinte motivo: os americanos já possuem uma base cultural para aplicar tais ferramentas.

Para que você possa mudar de vida no Brasil, você precisa ser muito forte psicologicamente, já que a nossa cultura carrega inveja e preconceito para com aqueles que querem melhorar.

Se você já passou pela experiência de expor uma simples ideia de empreendimento para os seus amigos ou familiares, então sabe muito bem do que eu estou falando.

É claro que você pode e deve querer melhorar a sua vida e a vida das pessoas próximas a você. Todas as suas ações devem ser para servir os outros, e não só a si mesmo.

E quando você foca em servir, automaticamente seus problemas pessoais desaparecem num instante, pois a sua própria existência ganha significado.

Uma vez que você afasta a ideia de que você pode ser o que quiser, e passa agir dentro da realidade concreta, que nada mais é do que o chamado que as circunstancias da vida apresenta a você em diversos momentos, você passa perceber que você é de fato um ponto de luz na escuridão.

Você percebe que são as suas ações que definem quem você é, e não seus pensamentos.

Eu posso acreditar que eu sou o Super Homem, mas nunca conseguirei sair voando como tal, porque eu não tenho os meios de ação que o Super Homem tem voar. Veja, eu não nasci no planeta Krypton e nem adquiri as capacidades e habilidades do homem de aço.

Se você ainda acredita que tem alguma crença limitante, minha sugestão para você é que se questione: o que eu posso fazer nesta situação? Digamos que você tenha alguma ideia que esteja limitando-o a fazer mais dinheiro, por algum motivo.

Ora, se o seu objetivo é melhorar sua vida financeira, talvez o que esteja faltando de fato seja a falta de ação nesse sentido. Se você é uma das pessoas que já deparou com o livro intitulado Trabalhe Quatro Horas por Semana, você sabe muito bem de que o autor do livro faz justamente o oposto do título na vida real.

Tim Farriss geralmente descansa quatro horas por semana, pois ele está envolvido em diversos projetos que exigem dele um enorme esforço e foco. Outro ponto importante é criar um condicionamento para que nós possamos assumir o controle da preguiça diariamente.

Quantas pessoas nós conhecemos que desejam ser tornar milionárias, mas que são incapazes de arrumar a própria cama ou mesmo lavar o próprio prato?

Eu sei que ninguém é perfeito, mas o que eu quero dizer é que jamais conseguimos avançar em nossas vidas sem que tenhamos ações básicas e bem consolidadas em nossa rotina.

Novamente, talvez você realmente não tenha crenças limitantes em relação ao dinheiro. Talvez o que te falte de fato é agir no mundo real.

Se você não tem o conhecimento, as estratégias e a execução para se tornar um milionário, não serão as suas crenças em relação ao dinheiro que mudará a sua situação.

Eu usei o exemplo do dinheiro aqui, pois praticamente todos nós desejamos ter mais dinheiro por diversos motivos: segurança, liberdade, fazer escolhas, carro novo, casa nova etc.

Porém, nós podemos usar este mesmo conceito de vencer nossas ideias limitantes através de ações concretas em todas as áreas.

Da próxima vez em que se deparar com alguma dificuldade, faça a seguinte pergunta: quais são os meios de ação que tenho disponível neste momento? Tenho certeza de que algo positivo ocorrerá na sequência, se você agir e não ficar somente pensando.

Até o próximo!